Santa Casa de São José dos Campos

No dia 7 de julho de 2018, a cidade de São José dos Campos recebia mais dois pequenos cidadãos: João e Ananda Oliveira. Os gêmeos nasceram na Santa Casa de São José dos Campos, prematuros, com apenas 30 semanas, devido a uma ruptura na membrana da bolsa.

Os bebês são os primeiros filhos do casal Aline e Diogo, que tiverem que deixar o hospital sem eles no colo. "Foi uma sensação de vazio e, ao mesmo tempo, de segurança, pois sabíamos que nossos filhos precisavam de cuidados e conhecíamos o trabalho da Santa Casa", ressaltou a mãe.

Os pequenos, com pouco mais de 1Kg cada um, não tinham ainda a formação completa de alguns órgãos vitais e foram para a UTI Neonatal do hospital, onde receberam todos os cuidados necessários para sua sobrevivência.

A UTI Neonatal da Santa Casa é altamente especializada no atendimento do bebê prematuro e sua mãe. O ambiente é preparado para cuidar de casos de alto risco e, por isso tem equipamentos modernos e infraestrutura que garantem a segurança e o conforto dos pacientes, com incubadoras que imitam o útero, ambiente climatizado e programas de aproximação de pais e bebês.

Durante os dois meses de internação, os pais acompanharam o desenvolvimento dos bebês diariamente e, aos poucos, foram ampliando o contato pele a pele com as crianças.  O João deixou o hospital dias antes que a Ananda, com 2.110kg. A Ananda saiu com 2.285Kg.

Os dois receberam polvos de crochê que acalmam os bebês, pois os mesmos se sentem mais aconchegados. Os tentáculos simulam o cordão umbilical, o que traz a sensação do útero materno para os bebês. Os polvos foram doados por moradores da região: Elizabeth Moraes, Renata de Campos Ricci, Carliene Miranda e Helena Flor Lixandrao. "Todos os profissionais da Santa Casa foram muito atenciosos com nossos bebês, a equipe de enfermagem foi como uma segunda mãe para eles", afirmou Aline.

17/09/2018

 

 


Hospital Geral

Policlinica

Clinica Sul